Total de visualizações de página

terça-feira, 29 de março de 2011

SOFRIMENTOS DE DAGAIOLA



Natal, março de 1989. André Sales ganhava 300 cruzados novos por semana. S. Pinto era combatido por André Sales. André Sales era tão pequeno quanto S. Pinto.
Dagaiola era muito maior do que S. Pinto.
Dagaiola era apresentador de um programa para o qual ele não podia se atrasar. Se isso acontecesse, ele seria impedido de entrar e o programa seria apresentado por outra pessoa.
Está começando mais um NÃO PERCA pela TV NATURAL e no programa de hoje teremos uma entrevista com Dagaiola. Wanderley di Freire está ao vivo com Dagaiola.
- Vamos, Wanderley!
 - Estamos aqui com Dagaiola para mostrar como difícil é alguém não conseguir executar tarefas fáceis.
- Dagaiola, é preocupante você precisar de um guarda costas e não saber calçar sapatos?
- Eu consigo calçar, mas a coisa mais difícil do mundo é amarrar as enfiadeiras.
S. Pinto era assassino poderoso e apenas alguém tão grande quanto ele e apenas alguém tão pequeno que ele podia detê-lo.
- Dagaiola, você tinha dez anos em 1999 e por que você não conseguia deter S. - Pinto e amarrar enfiadeira?
- Deter S. Pinto não é fácil. Se eu tentasse detê-lo e eu fracassasse talvez ele tivesse uma reação super-negativa. Amarrar enfiadeiras foi uma tarefa que eu não fui ensinado a fazer. Eu tinha quem me salvasse de S. Pinto. E eu não usava enfiadeiras porque o trabalho do meu protetor não era me arrumar.
- Dagaiola, você sempre viveu uma vida de sofrimento. Quais tragédias foram marcantes para você?
- Quando eu caminhava trazendo uma lata d´água, três policiais tomaram minha lata e lavaram os pés.
- Quando eu caminhava numa avenida um ônibus vinha em movimento lento em sentido contrário a mim um passageiro que estava em movimento dentro do ônibus em movimento cuspiu para fora do ônibus e atingiu o meu nariz. E eu também estava em movimento.
Movimento do ônibus
Movimento do passageiro
Movimento de Dagaiola
Voltaremos depois dos comerciais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário